Um foodie tour pelo bairro foodie de Roma

Um foodie tour pelo bairro foodie de Roma

Um foodie tour pelo bairro foodie de Roma

Óculos escuros estilo Bono Vox, costeletas compridas de roqueiro dos anos 50, Domenico atravessa a Piazza Testaccio, saudando efusivamente, como um vereador do interior, os poucos corajosos que saíram de casa naquela manhã fria de fevereiro. Americano de família, ele é um dos mais concorridos guias dos foodie walking tours,  passeios organizados por uma empresa que promove roteiros semelhantes em cidades como Praga, Londres ou Amsterdã. Testaccio é uma espécie de joia da coroa do cardápio. Nos tempos do Império Romano, era o bairro onde se concentravam os armazéns que recebiam mercadorias de todas as partes do mundo conhecido. A tradição gastronômica se manteve ao longo dos muitos séculos, tanto que hoje é considerada uma das regiões onde se encontra a melhor e mais autêntica comida italiana na Cidade Eterna.

A delicatessen Volpeti e sua imensa variedade de produtos

Ao longo da caminhada, o participante tem a oportunidade de experimentar as muitas delícias que fizeram a fama do local e conhecer personagens. O percurso dura quatro horas e custa 82 euros por pessoa, com direito a oito paradas para degustações. Prepare-se para provar os melhores canolis da sua vida na pasticceria Dress’Art; ou para impressionar-se com a variedade de produtos da delicatessen Volpetti. Só de salames são 45, fora 145 tipos de queijos e garrafinhas de aceto balsâmico centenárias à venda pela bobagem de mil euros.

Hora de conhecer o mercado de Testaccio, mas, no caminho, uma caminhada cruzando o cemitério protestante ajuda a gastar as calorias das primeiras experiências. Aqui estão enterrados o poeta John Keats e o pensador Antonio Gramsci, além da curiosa única pirâmide de Roma. Foi construída em 18 a.C. por Gaius Cestius, um importante magistrado que voltara de uma viagem ao Egito decidido a construir para si um túmulo semelhante ao dos faraós.

O casal Enzo e Lina Lazzerini

Além da diversidade, da qualidade e do frescor dos produtos oferecidos, o mercado guarda ainda lições de vida. Como assim? Basta ir aprender a fazer bruschetta no box do casal Enzo e Lina Lazzerini para, por exemplo, aprender o segredo da felicidade matrimonial. Com 42 anos de casados, os dois convivem há 37 anos trabalhando com facas oito horas por dia, seis dias por semana. “Tem que ter uma santa paciência”, conta Lina com uma sonora gargalhada. Guarde espaço para provar o molho carbonara do Flavio al Velavevodetto, colado ao monte Testaccio, que, na verdade, é uma pilha gigantesca de cacos de antigas ânforas que foram sendo empilhadas desde os tempos do império.

Uma das cidades de sonho do mundo, Roma é vasta de opções de hotéis bacanudos. Ao lado das Termas de Diocleciano, a 10 minutos da reformada Fontana di Trevi, o St. Regis Rome é o porto seguro de quem quer curtir um clima de Itália clássica, com opulência e sofisticação. Cada um dos 138 enormes quartos e 23 suítes é decorado com uma combinação de estilos. As suítes contam com serviço de mordomo. O hotel oferece ainda os cuidados especiais do KamiSpa, o negroni de responsa no Le Grand Bar e o restaurante Vivendo, para quem quer fugir das osterias. Já para quem não quer abrir mão do luxo, mas prefere estar mais próximo ao zum-zum-zum das lojas e restaurantes, o Hotel Majestic, na Via Veneto, esbanja charme em seus 98 quartos (12 suítes). O local tem ainda uma vantagem estratégica sobre a maioria dos grandes cinco estrelas clássicos italianos: é um dos poucos que conta com academia para queimar seus muitos excessos gastronômicos da viagem.

Comentários

Deixe seu comentário

Related Posts

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.