Hotel Le Meurice lança suíte inspirada na Marquesa de Pompadour

Hotel Le Meurice lança suíte inspirada na Marquesa de Pompadour

O Le Meurice, jóia da hotelaria francesa inaugurado em 1835 em Paris, anuncia uma nova suíte em homenagem a Jeanne-Antoinette Poisson, a Marquesa de Pompadour, famosa amante do Rei Luís XV da França e considerada uma das figuras  mais emblemáticas do século XVIII. Diz a lenda que a primeira taça de champagne, aquela mais baixinha que anda fora de moda, teria sido moldada sobre o seio de madame. A nova Suíte Pompadour busca reproduzir uma residência real nos velhos moldes de época.

“Ao longo de toda a sua vida, a Marquesa de Pompadour desempenhou um papel na criação do futuro”, diz o designer Charles Jouffre, responsável pelo projeto da suíte. “Era impensável que um conjunto com o seu nome pudesse ser projetado simplesmente para revisitar o passado. Para criar um ambiente único, ele precisava viajar através do tempo e redescobrir o impulso que ela deu às artes decorativas”. A Suíte Pompadour foi criada com um desejo de oferecer uma reinterpretação de épocas, estilos e conhecimentos, a fim de mostrar elegância atemporal e o máximo em conforto.

Os três quartos que compõem a Suíte são decorados em tons pastéis e com cortinas em cores vivas vivas bege, rosa, laranja. Os tecidos são da La Manufactura Prelle, fundada em Lyon em 1752; os lustres, de Lucien Gau e os objetos de decoração da Declercq. Segundo Jouffre, a idéia era conceber uma mistura perfeita de clássico e moderno, incorporando o que há de mais avançado em tecnologia para proporcionar aos hóspedes o máximo de conforto. O isolamento acústico aqui é absoluto. Televisores estão escondidos atrás de reproduções de pinturas e o controle de iluminação garante escuridão completa com o máximo de precisão e via controle remoto.

A Marquesa de Pompadour foi uma das mulheres mais extraordinárias, cultas e influentes do século XVIII. Inteligente, encantadora e belíssima, ela governava Versalhes, concedia audiências a embaixadores e tomava decisões tanto quanto o rei. Influenciando politicamente as decisões de Luís XV, ela própria se tornou uma empreendedora e acabou riquíssima. Envolveu-se com personagens importantes das finanças e da política e se tornou uma mecenas das artes. Foi a responsável por reconciliar Voltaire com o rei, que lhe conferiu o título de historiógrafo e fidalgo da câmara real. Ela morreu de tuberculose, com apenas 42 anos, sem deixar filhos.

Informações e reservas: dorchestercollection.com

 

Comentários

Deixe seu comentário

Related Posts

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.