‘Bunker’ é transformado em museu de vítimas do comunismo na Albânia

‘Bunker’ é transformado em museu de vítimas do comunismo na Albânia

Reportagem da Agência Efe publicada hoje informa que um túnel antinuclear secreto da época comunista na Albânia se transformou em um museu que mostra os métodos de perseguição e os crimes cometidos durante a ditadura stalinista de Enver Hoxha, que comandou o país entre 1944 e 1985. A “Coluna”, como o local era chamado durante o comunismo, foi construída em segredo durante os anos de 1981 e 1986 para oferecer proteção aos integrantes do alto escalão da polícia e do Ministério do Interior no caso de um eventual ataque inimigo. Este labirinto subterrâneo de paredes de concreto de mais de dois metros de espessura, considerado uma das maiores obras construídas no final do comunismo, nunca foi utilizado para o fim que foi criado. O refúgio fazia parte dos 175 mil “bunkers” (segundo números oficiais) de diferentes tamanhos espalhados por todo o país que o ditador stalinista Enver Hoxha construiu para resistir a uma hipotética invasão externa.

Sob o lema “Defesa, um dever acima de todos os deveres!” todo o povo se transformou em soldado, enquanto as forças armadas dispunham das mais sofisticadas armas de combate da época, desde submarinos, aviões de caça, morteiros, tanques, até milhares de fuzis de assalto kalashnikov. A entrada do museu é um “bunker” no qual são exibidas as fotos de cem albaneses executados pelo regime comunista. As imagens estão expostas no interior da cúpula danificada durante um protesto contra o governo da oposição de direita em dezembro de 2015. Os 24 quartos do túnel contam, através de fotos, documentos, vídeos e instalações, a história e a ação da polícia albanesa, da temível Sigurimi (polícia secreta comunista) e a perseguição política dos inimigos do antigo regime.

Para ler a reportagem completa, acesse: http://www.efe.com/efe/brasil/cultura/tunel-antinuclear-e-transformado-em-museu-de-vitimas-do-comunismo-na-albania/50000241-3109784

Comentários

Deixe seu comentário

Related Posts

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.