A ILHA MAIS CHIQUE DO CARIBE

A ILHA MAIS CHIQUE DO CARIBE

A ILHA MAIS CHIQUE DO CARIBE

O brinquedo é tão grande que não entra no porto. São 115 metros, capacidade para hospedar 18 convidados em nove megasuítes, atendidas por uma tripulação de 49 pessoas, entre marinheiros, chefs e garçons. Construído pelo bilionário russo Roman Abramovich e vendido no início do ano passado por US$ 360 milhões ao seu colega azerbaijano Farkhad Akhmedov, o Luna é mais do que um dos maiores iates do mundo, esse colosso é quase uma marca, um cartão-postal do porto de Gustavia, capital da ilha de Saint Barthélemy, conhecida também como Saint Barth, Saint Barths ou, simplesmente, a ilha mais chique do Caribe.

Saint Barth, em resumo, reúne o melhor do Caribe com o luxo europeu, no caso, francês. Isso se traduz em hotéis espetaculares, restaurantes sensacionais onde um jantar pode começar a 300 euros o casal, e um pequeno comércio à beira-mar em Gustavia com lojinhas como Luis Vuitton, Bvlgari, Hérmes, Cartier, Longchamp e Ralph Lauren, entre outras. Com apenas 21 quilômetros de extensão e 16 praias, Saint Barth conta com cerca de 400 villas e apenas 150 quartos de hotel. Exclusividade é a palavra por aqui. Se alguns hotéis podem cobrar diárias de milhares de euros, é possível também encontrar algumas dessas casinhas a preços módicos a partir dos 20 ou 30 milhões de euros.

A lista de ricos e famosos que têm propriedade na ilha é impressionante. O que faz a alegria de retratistas e consumidores de fofocas do mundo das celebridades: a supermodelo Kate Moss já foi fotografada de topless em frente ao mar azul-turquesa; Lindsay Lohan brigou com paparazzi carregada de sacolas de compras no Centro de Gustavia; Sasha, filha de Xuxa Meneghel, evoluiu em cima da mesa de um bar ao lado da amiga Bruna Marquezine com uma insinuante minissaia branca curtinha; Beyoncé e Cristiano Ronaldo promovem com frequência festas de arromba; mas até hoje pouca coisa se compara ao réveillon que Leonardo Di Caprio agitou há dois anos quando o vencedor do Oscar deste ano causou espécie ao aparecer com um verdadeiro harém de modelos loiras, além de convidados do naipe de Rihanna, Lana Del Rey, Bon Jovi, Marc Jacobs, Salma Hayek e Tobey Maguire, entre outros.

Cada uma das praias da ilha parece criada para atender a um público específico, de baías de águas calmas e transparentes perfeitas para levar os pequenos a points de surf e picos espetaculares de mergulho. Colombier geralmente é tida pelos turistas como uma das mais bonitas, mas para chegar até ela só de barco ou encarando uma caminhada de 30 minutos. Durante muitos anos, a família Rockefeller manteve uma casa nesta baía. Shell Beach, cuja areia fina é recoberta pelas conchinhas que lhe emprestam o nome, possui um bar chamado Do Brasil, que, apesar de não ter lhufas de brasileiro, é uma pedida excelente para ver o pôr do sol tomando um bom drinque.

Saint Jean é a faixa de areia onde fica a badalada beach club Nikki Beach, e o mais famoso hotel da ilha, o Eden Rock (construído sobre uma pedra que avança mar adentro), antigo endereço local de nomes como o do milionário excêntrico e produtor cinematográfico Howard Hughes e a atriz Greta Garbo, que posteriormente batizaram as suítes principais. Na ponta leste da ilha, Grand Cul-de-Sac é uma imensa piscina natural de águas cristalinas, formada por uma barreira de corais bastante afastada da areia, perfeita para a prática de esportes náuticos como kite, windsurfe ou SUP. O recife e a transparência das águas fazem do local um dos mais disputados por mergulhadores de todos os níveis.

Em Gran Cul-de-Sac fica o Le Guanahani, maior hotel da ilha e dotado da melhor estrutura de lazer. Um dos seus destaques é a arquitetura das casas e o charme de suas cores. Cada  30 quartos, 27 suítes e 10 suítes signature segue um estilo, sempre em tons vibrantes, uns dotados de piscina privativa, outros, com vista espetacular para a baía, sempre cercadas por belíssimos jardins. O hotel acaba de passar por uma ampla reforma, que consumiu quatro anos e um investimento de mais de 40 milhões de dólares. Responsáveis pela reestruturação, o arquiteto norte-americano David Schwarz e o designer venezuelano Luis Pons se dedicaram a aumentar a sensação do conforto do hotel e apostaram em um estilo com influências francesas e crioulas. O projeto se baseou em um ícone da elegância, o chapéu Panamá. “Nós queríamos ter suítes cujos interiores refletissem seus arredores de luxo, misturando funcionalidade, elegância e leveza, assim como o chapéu Panamá”, diz Luis Pons. Nessa pegada, uma das mais impressionantes suítes, a Admiral possui mais de 1.100 m² e tem uma decoração que remete ao legado da exploração de Cristóvão Colombo, que chegou a São Bartolomeu em 1493. O hotel dispõe ainda de um spa by Clarins, duas praias exclusivas para os hóspedes e três restaurantes, com destaque para o Bartolomeo, de pegada fusion.

 

 

Hôtel Guanahani & Spa

Diárias a partir de 670 euros

Reservas: 0 (590) 590 276 660 ou leguanahani.com/br

 

Adaptado de original publicado na revista Top Destinos

 

Comentários

Deixe seu comentário

Related Posts

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.